Evite golpes: Cinco dicas para verificar um smartphone pirata

Com a popularização dos smartphones e o acesso mais fácil à tecnologia, atualmente qualquer pessoa sonha com um telefone inteligente. De preferência, das marcas e modelos mais caros.

Para realizar esse sonho, muitos pagam qualquer valor, e não se dão conta que podem estar adquirindo um smartphone pirata. Aliás, você saberia identificar um telefone falso de outro original?

Tem noção do que procurar ou como comparar os dois dispositivos? Não? Tudo bem. Preparamos um texto com cinco dicas que irão lhe ajudar a verificar um telefone falso.

Dica 1: Preço muito baixo

Um smartphone pirata costuma custar barato. Mas não simplesmente barato. Muito barato. Do tipo que sai praticamente pela metade do preço de um aparelho novo, comprado em uma loja oficial.

Entrou em um site ou em uma loja e viu um telefone ultramoderno por um preço excessivamente baixo? Desconfie, e compare imediatamente com os valores cobrados por lojas oficiais.

Dica 2: Boa aparência, mas só por fora

Celulares originais costumam ser muito bem acabados e utilizar materiais de último tipo. Já um smartphone pirata, embora seja até parecido com o produto verdadeiro deixa muito a desejar.

Em geral, os componentes plásticos utilizados nos piratas têm rebarbas e cortes mal acabados. Os componentes metálicos enferrujam com facilidade, e a tinta utilizada para pintar os instrumentos era bem diferente da tonalidade original do aparelho.

Além disso, o smartphone pirata pode conter erros de digitação em componentes, como a marca do aparelho. O logo das empresas fabricantes dos telefones também pode ter alguma diferença, sendo levemente semelhante ao original.

Dica 3: IMEI

O IMEI é o RG dos smartphones. Ele serve para identificar os aparelhos e garantir que sua procedência é garantida.

Nos telefones originais, cada IMEI é único, e não se repete. Então, se você comprou um  aparelho que não possui o código, ou ele é exatamente igual ao de outro telefone, sinto informar, mas com certeza você comprou um smartphone pirata.

Dica 4: Acabamento

O acabamento nos smartphones falsificados é muito ruim. Em geral, o aparelho é uma cópia descarada do original, usando material de baixa qualidade, com rebarbas, plástico, baixa resolução nas imagens captadas pelo aparelho, entre outros.

Outro ponto que deve chamar a atenção são os acessórios que acompanham esse smartphone. Material de baixa qualidade, pintura ruim, lascas de plástico em toda a sua extensão ajudam a identificar uma imitação barata.

Dica 5: Presença do selo da Anatel

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) é a responsável por fiscalizar todos os celulares que entram no Brasil. Dispositivos originais costumam ter, colado em sua parte traseira ou em itens como o carregador, um selo tridimensional que comprova sua origem.

Já os celulares piratas não tem esse selo. Em alguns casos, no entanto, os criminosos já conseguiram tentar imitar o selo da Anatel, para dar ao consumidor desavisado a impressão de que está comprando um smartphone original por um preço muito menor do que o praticado nas lojas.

Então, antes de fechar a compra de um smartphone, avalie todos esses sinais, para garantir que não está levando gato por lebre.

Descubra como Identificar os Carregadores Falsos de Smartphone

O carregador de um smartphone é um dos itens mais importantes e que requer maior cuidado na hora da compra. Isso porque, para economizar, algumas pessoas acabam caindo na tentação e adquirem carregadores falsos de smartphone.

Além de prejudicar o funcionamento do aparelho, esses dispositivos podem trazer grandes perigos ao usuário, colocando inclusive sua vida em risco.

Mas, se você estiver diante de um carregador falso e outro verdadeiro, saberia distinguir entre um e outro? Se sua resposta for não, fique tranquilo.

Preparamos um texto com tudo o que você procurar para saber se aquele carregador que você vai comprar é original ou apenas uma cópia barata.

Como identificar carregadores carregadores falsos de smartphone ou “piratas”

Os carregadores falsos de smartphones têm algumas características que são bem fáceis de identificar, quando observamos com bastante atenção.

Por isso, na hora da compra, fuja de carregadores que apresentem as seguintes características: impressão torta, mal feita e apagada; mais leve que o produto original; cor amarelada onde a tonalidade deveria ser branca e não atende às funções descritas na embalagem.

Além disso, os carregadores falsos de smartphones, como os adquiridos em bancas nas ruas e calçadas, não costumam vir em caixas ou, quando vem, essas embalagens são mal cuidadas, ou cópias grosseiras das originais.

Esses dispositivos falsificados não possuem ainda quaisquer selos de identificação ou lacres, sua superfície plástica tem rebarbas e é mal feita ou.

Quando conectado no aparelho, o cabo fica frouxo e não se encaixa corretamente, prejudicando a carga de bateria.

Outro ponto importante que separa um carregador original de uma cópia é o preço. Enquanto o produto autorizado pelo fabricante costuma ser mais “salgado”, a opção genérica é bem mais barata, praticamente a metade do preço.

Quais os perigos de um carregador falso?

Utilizar carregadores falsos de smartphones podem trazer muitos perigos, tanto para quem usa como também para o bom funcionamento do aparelho. Conheça abaixo alguns dos riscos a que o usuário desse tipo de dispositivo está sujeito.

Risco de explosão e eletrocução

Por não serem testados e utilizarem produtos de menor qualidade, os carregadores falsos costumam trazer riscos à vida dos usuários. Os mais graves envolvem o perigo de explosão e de eletrocução.

Sim, você leu corretamente. Quem usa um carregador pirata pode levar um choque potente enquanto o aparelho estiver conectado à tomada. Esse carregador pode, ainda, explodir com a corrente recebida enquanto a carga é realizada.

Superaquecimento

O material barato utilizado nesses aparelhos leva, muitas vezes, ao superaquecimento do carregador. Esse calor excessivo pode causar queimaduras nos usuários ou, até mesmo, provocar incêndios, por conta de faíscas liberadas pelo aparelho durante seu uso.

Estragar o smartphone

Carregadores falsificados de smartphone pode, além de causar danos à sua casa ou à sua vida, colocar o funcionamento de seu telefone em risco.

Isso acontece porque, caso o aparelho esteja conectado à tomada e haja uma sobrecarga de tensão, o aparelho pode pegar fogo, pois o carregador não possui o fusível, presente nos originais, que interrompe a carga nestes episódios.

Conclusão:

Agora que você já sabe como Identificar os Carregadores Falsos de Smartphone, fique sempre atento as possíveis consequências de uma “economia”. Gostou do artigo? Compartilhe com todos as pessoas que você deseja! 🙂