Evite golpes: Cinco dicas para verificar um smartphone pirata

Com a popularização dos smartphones e o acesso mais fácil à tecnologia, atualmente qualquer pessoa sonha com um telefone inteligente. De preferência, das marcas e modelos mais caros.

Para realizar esse sonho, muitos pagam qualquer valor, e não se dão conta que podem estar adquirindo um smartphone pirata. Aliás, você saberia identificar um telefone falso de outro original?

Tem noção do que procurar ou como comparar os dois dispositivos? Não? Tudo bem. Preparamos um texto com cinco dicas que irão lhe ajudar a verificar um telefone falso.

Dica 1: Preço muito baixo

Um smartphone pirata costuma custar barato. Mas não simplesmente barato. Muito barato. Do tipo que sai praticamente pela metade do preço de um aparelho novo, comprado em uma loja oficial.

Entrou em um site ou em uma loja e viu um telefone ultramoderno por um preço excessivamente baixo? Desconfie, e compare imediatamente com os valores cobrados por lojas oficiais.

Dica 2: Boa aparência, mas só por fora

Celulares originais costumam ser muito bem acabados e utilizar materiais de último tipo. Já um smartphone pirata, embora seja até parecido com o produto verdadeiro deixa muito a desejar.

Em geral, os componentes plásticos utilizados nos piratas têm rebarbas e cortes mal acabados. Os componentes metálicos enferrujam com facilidade, e a tinta utilizada para pintar os instrumentos era bem diferente da tonalidade original do aparelho.

Além disso, o smartphone pirata pode conter erros de digitação em componentes, como a marca do aparelho. O logo das empresas fabricantes dos telefones também pode ter alguma diferença, sendo levemente semelhante ao original.

Dica 3: IMEI

O IMEI é o RG dos smartphones. Ele serve para identificar os aparelhos e garantir que sua procedência é garantida.

Nos telefones originais, cada IMEI é único, e não se repete. Então, se você comprou um  aparelho que não possui o código, ou ele é exatamente igual ao de outro telefone, sinto informar, mas com certeza você comprou um smartphone pirata.

Dica 4: Acabamento

O acabamento nos smartphones falsificados é muito ruim. Em geral, o aparelho é uma cópia descarada do original, usando material de baixa qualidade, com rebarbas, plástico, baixa resolução nas imagens captadas pelo aparelho, entre outros.

Outro ponto que deve chamar a atenção são os acessórios que acompanham esse smartphone. Material de baixa qualidade, pintura ruim, lascas de plástico em toda a sua extensão ajudam a identificar uma imitação barata.

Dica 5: Presença do selo da Anatel

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) é a responsável por fiscalizar todos os celulares que entram no Brasil. Dispositivos originais costumam ter, colado em sua parte traseira ou em itens como o carregador, um selo tridimensional que comprova sua origem.

Já os celulares piratas não tem esse selo. Em alguns casos, no entanto, os criminosos já conseguiram tentar imitar o selo da Anatel, para dar ao consumidor desavisado a impressão de que está comprando um smartphone original por um preço muito menor do que o praticado nas lojas.

Então, antes de fechar a compra de um smartphone, avalie todos esses sinais, para garantir que não está levando gato por lebre.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *